quinta-feira, julho 30, 2009

Avião

click to flick it big
Sobreposição de quatro disparos de dez segundos cada. O avião passou por acaso.

Actualização:
O que me levou a tirar a máquina do saco nesta noite foi o facto de ter lido algures que a ISS ia passar por cima de Lisboa, e que seria visível como uma "estrela" a passar mais depressa que as outras. Não fiquei a saber a que horas seria ao certo, nem quanto tempo demoraria a passagem, nem sequer se toda esta história era verdade. De maneira que depois de estar um bocado a olhar para a metade do céu que se vê por esta janela, achei que se fizesse uma exposição longa do céu, poderia ver a tal "estrela" mais veloz que as outras - se ela de facto estivesse lá. Rapidamente percebi que não ia ver porra nenhuma. Mesmo tendo a sorte de estar a apontar para o local certo à hora certa, a verdade é que o céu citadino é demasiado iluminado para exposições longas e só mesmo as estrelas mais brilhantes é que conseguem sobressair do mar de luz em que aquilo se transforma ao fim de poucos segundos.

3 comentários:

fukujitso disse...

com ou sem utilização de post-produção?....

onitsuaf disse...

a pós-produção é a do costume: ajustes de tom, densidade e contraste. e depois um bocadinho de "unsharp mask" na versão web.

neste caso em concreto, estiquei a corda um bocadinho no ajuste de tom. o céu que se vê da minha casa é bem mais amarelo, por causa da iluminação pública (isto foi já de noite, muito depois da "hora azul").

XL Man disse...

na wikipedia diz que o período orbital da ISS é de 91 minutos pelo que não a deverias ver durante muito tempo de cada vez... e à velocidade que passa deve ter pouca "permanência" para ficar registada no boneco.