quinta-feira, julho 31, 2008

Magalhães, o primeiro computador "português"



Sempre ouvi dizer que se houvesse um computador português, não tinha memória, tinha uma vaga ideia. Vai daí, a minha primeira reacção a esta estória do computador português foi: "Magalhães? Devia chamar-se Alzheimer!"
Pronto. Depois da piadola de ocasião, não dizer mal do computador nem da propaganda toda do "tio" Sócrates em volta do dito. Há quem já o tenha feito com muita classe e fundamento, como por exemplo aqui.
Pronto, ok... Não resisto a uma pequeno apontamento "de reportagem": quando o chairman da Intel aguardava pelo nosso PM, alguém o estava a presentar às individualidades que já ali se encontravam. Assim de memória, e só daqueles que reconheci, estavam ali três ministros e um secretário de estado. O man da Intel não conseguiu reprimir uma exclamação do género "camano, está aqui o Governo em peso!" Mal sabia ele que quando toca a propaganda os nossos cabecilhas não brincam em serviço!
O que eu queria mesmo era, para além de mostrar esta foto, dizer só uma coisinha. Bardamerda para esta paranóia nacional com os descobrimentos e os navegadores e assim. Sempre que é preciso arranjar um nome para uma porra qualquer lá vem mais um tipo que viveu há quinhentos anos e andou de barco. Será que não fizemos nada de válido como país desde então? Este enaltecimento doentio daquele período da nossa história mostra bem que não. E pelos vistos não é preciso. Os gregos vivem à custa de serem "o berço da civilização" e até já nos passaram à frente. (Podíamos era mandar o nosso Sócrates ir ter com o Sócrates deles, mas acho que os gregos não são assim tão parvos.)

3 comentários:

jtorcato disse...

Outras cenas importantes da naçon: o Euro66 e o Euro04. Podia-se chamar Figo, era mais engraçado. :-)

onitsuaf disse...

pois. aliás, na altura da expo98 (outra acontecimento histórico, embora tenha sido uma espécio de "derivative work" dos descobrimentos) houve um avião da TAP a ser rebaptizado de Luís de Freitas Branco (salvo erro) para Eusébio

SkinStorm disse...

Hahaha. Só tu para me fazeres gargalhar a esta hora. Até acordei a gata.

Roubei-te para aqui http://blackmoleskine.blogspot.com/2008/08/importa-se-de-repetir.html

Não me apetece por o agátêmêlê pronto!