terça-feira, julho 21, 2009

As máquinas dos outros


Foto (e máquina) de VDM

7 comentários:

XL Man disse...

Já tive uma coisa parecida com isso. Acho que o meu pai ainda lá tem uma...
Gosto quase quase muito... há qualquer coisa no bokeh que não me agrada...

fukujitso disse...

pedido de esclarecimento: autofocus ou focagem manual? (nesta imagem...)

onitsuaf disse...

não fui eu que fiz a foto pelo que posso apenas supor com 99% de certeza que, tendo sido feita com a minha máquina, foi com AF

fukujitso disse...

talvez daí, a marca da bichana ser TAX....

Vasco Mora disse...

Fui eu que tirei a fotografia (à minha máquina, já agora!) e apontei para os número na lente.
Este senhor é que ainda não aprendeu a cozinhar com um forno LR e queimou a imagem (era muito mais clara, que eu lembro-me bem!).
Se não me engano estavas (Faustino) com a 50mm f1.4, e quis experimentar a dita abertura no limite da profundidade!

Em modo nostálgico, nunca mais lhe peguei (na Pentax P30n com a sua maravilhosa lente manual Pentax 50mm f1.7), mas tenho meia vida retratada com ela. Foi para todo o lado - praia, colónias de férias, festivais, concertos, em casa... muitos quilómetros de rolo Ilford HP5 (http://www.phototec.de/catalog/images/ilf_hp5_30m.jpg) e alguns Kodak TMAX P3200 a acompanhar as noites mais escuras...

fukujitso disse...

eu não tive tanta sorte: para todo lado levei uma Canon RM (ainda não TTL!), com uma f/1.8 50mm

onitsuaf disse...

o escuro da foto foi intencional, não foi descuido no tempo de cozedura (talvez também tenhas sobrestimado a clareza da imagem por causa do LCD majestático da D3).

a minha 50 é a 1.8 e não a 1.4 (é a baratucha).